quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Continho




O pouco de luz que entrava na fresta da porta
Incomodava ela!
A voz das pessoas na rua
Incomodava ela!
O sorriso do carteiro trabalhando no sol quente
Incomodava ela!
Estar bem por si apenas
Incomodava ela!
Ninguém conseguia agradar a donzela
Impossível de se relacionar, comunicar, abraçar ...


Foi quando de supetão lhe dei uns tapas de poesia
Bem na cara, foram tantas que ela até vermelha ficou
Chocada com a reação, não sabia se ria ou gritava
O que contam é que depois dessa lua ela pediu perdão
E nunca mais soou rabugenta ou insana ...








                                      

Um comentário:

  1. Quem pode ser rabugento recebendo as palavras da dona Samanta? :-)

    ResponderExcluir

Já olhou pro céu hoje?